Lisboa Design Show

Miguel Comporta

Conversa com Miguel Comporta, Director de Feiras da FIL, acerca do Lisboa Design Show 2013, que começa dia 9 de Outubro. As inscrições estão abertas até dia 10 de Setembro

A Rua de Baixo falou com Miguel Comporta, Director de Feiras da FIL, acerca do Lisboa Design Show 2013, que começa dia 9 de Outubro e se prolonga até dia 13 do mesmo mês para conhecer melhor este projecto único em Portugal.

Como e quando surgiu a ideia de criar uma grande exposição de Design?

O LXD é um spin off da Intercasa, que realizou a edição zero em 2009 com a marca Lisbon ID e a partir de 2010 passa a ter a actual designação  – Lisboa Design Show. Nasceu da necessidade de criar e apresentar, com um calendário anual, um evento com identidade nacional, motivador da convergência de interesses e práticas de trabalho comum entre designers e indústria, demonstrar as competências e potencialidades da criatividade destes.

No mercado globalizado, com uma inovação avassaladora e uma concorrência de diferentes origens espalhadas por todo o mundo, Portugal oferece um excelente compromisso na relação custo-benefício em diferentes áreas.

O que vos levou à junção de várias vertentes do design (Moda, Multimédia, Produto…) e não à especificação de uma só área?

O Lisboa Design Show nasce focado no design de equipamento/produto, ligado aos equipamentos para a casa, sendo que  posteriormente e,  em resposta às necessidades do mercado, pode-se dizer que é um evento de design, focado no design enquanto disciplina e factor diferenciador e competitivo dos produtos e das organizações.

Visto que deste evento faz também parte um programa de conferências, qual a importância da teoria do design para vós?

O LXD assenta em dois  pilares: a área de exposição e a área de conteúdos  – espaço business conference – onde decorrem conferências, workshops, pitches, talks… Neste espaço são discutidos temas actuais, como por exemplo Design Generativo,  Design  Thinking ou  as influências culturais da capulana na moda moçambicana e são apresentados casos de sucesso de projectos e marcas de design e feito o lançamentos de produtos inovadores.

lxd13

Quais as entidades que mais procuram participar no LXD?

Na sua forma organizativa o Lisboa Design Show convoca todos os agentes económicos directa ou indirectamente ligados ao mercado interno, convida compradores e opinion makers internacionais num encontro que  integra espaços de exposição, conferências,  workshops, prémios e concursos. Pela sua abrangência e segmentação das áreas de exposição, é um espaço aglutinador de marcas de design nacionais e internacionais, designers juniores e seniores, instituições de ensino…

Quais as maiores dificuldades que sentem enquanto organização? Como poderiam ser minimizadas?

A grande dificuldades  é a situação económica que o País e os agentes económicos atravessam, motivada pela quebra da procura e do consumo e por conseguinte a falta de investimento. Apesar de toda esta situação, a organização tenta minimizar estas dificuldades com o apoio à participação, nomeadamente aos designers e instituições de ensino. Este ano, pela primeira vez, criámos um novo espaço, designado NP DESIGN – NEXT PROMISE DESIGN, onde a organização oferece dois espaços a jovens designers  com propostas criativas e inovadoras.



Também poderás gostar


Pin It on Pinterest

Share This